Dr Wilson Novaes

Blefaroplastia

A pele em excesso e as bolsas que se formam nas pálpebras são sinais de envelhecimento da pele facial. Além do incômodo estético, podem atrapalhar a visão. Para resolver este problema muitas pessoas recorrem à blefaroplastia, ou seja, à cirurgia estética das pálpebras. Esta solução é muito procurada por quem já completou 40 anos e sente que uma cirurgia de blefaroplastia pode ajudar a transmitir mais harmonia ao rosto.

Existem, atualmente, dois tipos de cirurgia nas pálpebras. Uma é para as pálpebras superiores, onde o excesso de pele é retirado, assim como a gordura, sendo que a incisão fica escondida sob uma prega natural. E a outra é para as pálpebras inferiores, em que a incisão efetuada na base dos cílios é praticamente invisível.


Ficha Técnica

Nome técnico: Blefaroplastia Estética

Parte do corpo: pálpebras

Idade recomendada: a partir dos 40 anos

Anestesia: local com um anestesista propiciando uma sedação, embora possa ser somente local

Duração da cirurgia: em média 1 hora e meia

Permanência no hospital: alta hospitalar algumas horas após a recuperação da anestesia

Cicatriz: quase imperceptível, no sulco da pálpebra superior e na linha logo abaixo dos cílios na pálpebra inferior

Pré-operatório: exames de laboratórios, eletrocardiograma, radiografia de tórax, exames oftalmológicos, se necessário

Pós-operatório: compressas frias, sessões de drenagem linfática

Tempo de recuperação: 10 dias

Dica: utilização de óculos de sol com proteção UVA/UVB.