Dr Wilson Novaes

Ritidoplastia

No processo de envelhecimento, a pele vai perdendo sua elasticidade e firmeza, levando a um excesso de pele na face. Algumas pessoas que têm a pele mais fina evoluem para a formação de rugas finas, outras pessoas, geralmente com a pele mais espessa, evoluem com flacidez da pele e do músculo adjacente. Com o passar do tempo, tanto as de pele mais espessa quanto as de pele mais fina podem apresentar flacidez muscular e excesso de pele e rugas.

Esse excesso pode criar vincos entre o nariz e a boca (sulco nasogeniano), entre outras marcas da pele. Além disso, toda a musculatura da face, após anos de movimentação propiciam a formação de rugas na testa, ao redor dos olhos e em outras áreas.

O lifting da face tem por objetivo reverter parcialmente esse processo, ao atuar sobre alguns músculos e retirar o excesso de pele existente, sem modificar os traços e expressões do paciente.


Ficha Técnica

Nome técnico: Ritidoplastia

Parte do corpo: rugas da face

Idade recomendada: a partir dos 45 anos

Anestesia: local com sedação ou geral

Duração da cirurgia: em média 2 à 4 horas

Permanência no hospital: 24 horas

Cicatriz: discreta, parcialmente escondida pelos cabelos, segue o contorno da orelha e pode se estender até atrás do pavilhão auricular

Pré-operatório: exames laboratoriais, eletrocardiograma, radiografia de tórax, eco-doppler de carótidas e sessões de drenagem linfática preparatórias

Pós-operatório: máscara compressora e sessões de drenagem linfática. Após 40 dias, sessões de hidratação e peelings suaves para melhorar a elasticidade da pele

Tempo de recuperação: 15 a 20 dias

Dica: pode ser associada à lipoaspiração cervical ou lifting de pescoço. Evitar exposição solar nos primeiros 2 a 3 meses e exercícios físicos no primeiro mês.