Dr Wilson Novaes

Silicone e Amamentação

Uma das cirurgias mais comuns e populares do mundo é a colocação de próteses para aumentar os seios. Ao contrário do que a maioria das mulheres pensa, seios com silicone podem permitir uma amamentação tão saudável quanto aqueles que não passaram pela operação.

Os implantes de silicone utilizados corretamente no aumento das mamas não prejudicam em nada a amamentação. Até porque todas as vias de acesso para a colocação dos implantes (periareolar, submamária, axilar), como todos os planos de escolha para o seu posicionamento definitivo (retromuscular, subfascial e retroglandular), evitam qualquer agressão cirúrgica à glândula mamária.

Os implantes de silicone possuem uma barreira (externa) que separa o gel interno do organismo da mulher. Tanto essa barreira como o gel interno estão em constante desenvolvimento nas últimas décadas, de maneira a cumprir todas as exigências dos órgãos de vigilância sanitária mundiais. Além disso, o próprio organismo humano forma outra barreira orgânica em volta do implante, causando uma dupla proteção aos tecidos adjacentes. Todos os implantes utilizados oficialmente no Brasil vêm acompanhados de um certificado de autenticidade de procedência, com correspondente registro na ANVISA (Agencia Nacional de Vigilância Sanitária) e um número de série único para cada implante.

Portanto, as mulheres não precisam deixar a vaidade, nem o desejo de fazer uma mamoplastia de lado, se querem se tornar mães.